Dai crescendo, melhorando e sem anúncios, você em primeiro lugar

Cadastre-se para ter acesso a todos os recursos do site! !

Cadastre-se  

A falsa percepção de ORANGE




Nome:  Orange

Informações

Numero de episódios : 13 

Gênero: Drama, slice life, Shoujo, romance  
Lançamento/Fim:4 de Julho de 2016 - 26 de Setembro de 2016
Escrito : Ichigo  Takano
Direção: Hiroshi Hamasaki

Estúdio:   Telecom Animation Film

Sinopse: Um dia, Naho Takamiya recebe uma carta escrita por ela mesma, só que no futuro, daqui a dez anos. Ao passo que lê a carta, descobre que os eventos do seu dia a dia estão lá narrados e, além disso, há conselhos para que ela haja de forma diferente daquela a qual a Naho do futuro viveu.


Você sabe... eu achei que estava imune em ficar desapontado com  animes nesse ponto da minha vida, mas aparentemente eu estava errado...Quero dizer, obviamente, eu não sou fã do mangá por nunca tê-lo lido, mas  Orange realmente parecia promissor com base na pesquisa limitada que fiz. Um romance de shoujo que teve apenas cinco volumes de duração e críticas aclamadas com uma premissa que vai além dos habituais shoujo.

Não quero desencorajar ninguém à ver este anime.. até mesmo que sua pontuação/rating são bastante valorizados. Só quero compartilhar algumas falhas que me fazem querer escrever uma carta para meu 'eu' do passado avisando para não assistir esse anime (kes).

Não quero dizer também que o anime não salva em nenhum aspecto. Sua arte e dublagem  são magnificas e até seu enredo seria ótimo, mas foi trabalhado de modo totalmente errado e inconsistente ( é claro q eu não estava esperando algo parecido com Steins Gate) mas PQP o anime se esforçou D+. O que mais me irritou foi a (não) construção dos personagens de forma que convencesse, nem que seja um pouquinho.

Os temas abordados dentro da historia são como os arrependimentos podem influenciar não só nosso presente como nosso destino e assim afetar todos em nossa volta, mas isso perde um pouco a importância por que a vida é isso.. sua ação gera uma reação e não deveria ser diferente no anime que teve um roteiro alem de mal elaborado é  preguiçoso (vou comentar mais sobre isso mais em baixo).

É claro que existe o problema do gênero SHOUJO, do qual não sou muito fã.. que pra quem não ta muito ligado shoujo é um tipo de mangá focado para o público feminino entre 12 anos de idade sempre tendo personagens femininas super estereotipadas abordando sempre o romance e emoções...

Outra coisa que pode deixar você irritado é a falta percepção sobre alguns assuntos abordados, como o suicídio. Gente em nenhum momento foi tocado no assunto de auxilio medico ou medicamentos como se fosse apenas um drama escolar que pode ser resolvido com uma cirandinha e alguns abraços. (WTF!!).

Assista Orange, não por que ele é bom ou vai mudar sua vida.. mas pra você ter a percepção sobre a falta de conhecimento que alguns animes/mangás tratam assuntos que deveriam ser relevantes e a diferença de maturidade que há nesse universo otaku.







Vamos analisar? (pode conter spoiler)


A história de Orange gira em torno de Naho, uma menina despreocupada em seu segundo ano de colégio. Um dia, ela se depara com uma carta mágica que é capaz de prever seu futuro próximo. A carta foi enviada de Naho para Naho 10 anos no passado, na esperança de que seu eu mais novo pudesse corrigir os erros que ela cometia no colégio. Como a carta chegou lá? hmm.. Um buraco negro no oceano Pacífico? De qualquer forma, cabe a Naho corrigir seus erros do passado, salvando o novo aluno transferido... Kakeru Naruse, de tirar sua própria vida. Tão complicada como a trama pode parecer, não é ruim logo de cara por falta de um senso de realismo. Em vez disso, o problema de Orange é que até mesmo aquilo que supostamente se baseia na realidade parece não ser real. O que estou me referindo é a péssima apresentação que a série decidiu recorrer ao enfrentar os conflitos internos e externos dos personagens, como Kakeru estar deprimido e Naho ser a criatura mais fraca e indefesa do planeta Terra, tornando assim insuportável observar suas interações com Kakeru enquanto ela desesperadamente tenta desfazer os arrependimentos de que a carta falava.

Somando-se a isso, dizer que Naho não é uma garota muito extrovertida seria um eufemismo. Em certos momentos, ela parece ser completamente e totalmente inapta socialmente, apesar de aparentemente fazer parte de um grupo de amigos de tamanho decente. Tal protagonista funciona muito bem para Orange,  O fato de Naho priorizar as coisas mais triviais ao mudar o futuro também é um grande problema. Ela descobre que há uma maneira de desfazer um de seus arrependimentos simplesmente escrevendo "Não" em um pedaço de papel. E o que ela faz? Ela estraga tudo, adiando-o para limpar a sala de aula. E mesmo quando ela não está envolvida em nada e tem uma resolução clara do que ela deve fazer, ela não  faz simplesmente devido à relutância. Eu entendo que ela é uma garota refinada e tudo isso, mas isso não significa que ela deva constantemente evitar sair de sua zona de conforto de vez em quando devido a seu comportamento tímido quando suas ações vão literalmente ditar se uma pessoa vive ou morre. 

Seguindo as tradições amaldiçoadas do gênero shoujo, é um dado que a emoção supera a lógica em 99% dos casos. E, como tal, a lógica e a racionalidade deixam de existir completamente nas relações entre o elenco principal. Foda-se as cartas magicas , a atitude de Suwa em relação a Naho e Kakeru é onde o real  sobrenatural entra em ação. Eu não me importo se ele é o cara mais legal do planeta, ninguém tem a habilidade de minar seus próprios sentimentos como ele  por causa de alguem.

Eu sei que pode parecer que eu estou incomodando com a Naho simplesmente porque ela é um ser humano imperfeito, algo que deveria torná-la mais realista e / ou relacionável. Breve resumo: Um personagem não é (complexo) quando não é um ser humano perfeito ou parente próximo de Jesus. Se um personagem é complexo ou não, é simplesmente o rescaldo de uma boa escrita, algo que a Orange carece totalmente. 

 Infelizmente, Orange parece ter uma percepção muito falsificada de depressão e suicídio e, para isso, Kakeru tinha que ser o bode expiatório e a personificação da total e absoluta falta de conhecimento do escritor sobre esse assunto. 

Ficou muito evidente para mim que eu não sou o alvo desse anime. Orange é como a minha antítese em todos os sentidos da palavra, desde o elenco desagradável e enredo genérico até a exploração do tema abaixo do padrão e o ritmo sem brilho. Tentar completar esta série foi excruciante em todos os sentidos da palavra. Não havia luz no fim deste túnel escuro e desolado. Depois de terminá-lo, minha psique sente como se tivesse sido violentamente jogado no vaso sanitário, de cabeça e tudo.






Animes Dai
Animes Online
Assistir e Discutir Animes